Como fazer um planejamento de RH para 2022? Confira!

Por Social Bank 25 out 21

Entre 2020 e 2021, o RH passou por grandes mudanças. Variáveis externas, sobretudo a pandemia da COVID-19, impactaram de modo significativo a forma como pessoas e equipes são lideradas. Mas e daqui em diante? Como fazer o planejamento de RH para 2022?

Para esse planejamento, é importante entender as tendências de RH — isto é, compreender o que tende a ganhar proeminência e influenciar a gestão de pessoas em 2022. Também é preciso definir um objetivo claro — por exemplo, de modernização do RH ou diversificação do time de trabalho, seguido de um plano de ação que transforme intenções em resultados.

Nos tópicos seguintes ganhamos profundidade no assunto. Explicamos as tendências para gestão de pessoas e como fazer o planejamento de RH para 2022. Continue a sua leitura!

Quais as tendências de RH para 2022?

Os anos de 2020 e 2021 foram transformadores. A pandemia exigiu grandes mudanças, como equipes mais enxutas e flexíveis, além de modelos de trabalho remoto. Entretanto, essas mudanças ainda não pararam e 2022 conta com tendências próprias.

Entre as principais tendências, pode-se destacar o trabalho híbrido, o uso de inteligência artificial e a diversidade e inclusão no trabalho. Quando bem aproveitadas, além de gerar mais bem-estar aos talentos, promovem melhores resultados. Veja mais, adiante.

Modelo de trabalho híbrido

Uma forte tendência é o trabalho híbrido. Como o nome indica, ele não é composto pelo trabalho 100% presencial ou 100% remoto, mas um misto dos dois. Portanto, o profissional conta com liberdade para trabalhar na empresa ou em casa, seguindo um planejamento prévio. Assim, tanto empresa quanto colaboradores alcançam o melhor dos dois modelos.

Diversidade e inclusão

Ao longo dos últimos anos, pautas de diversidade têm ganhado destaque nas empresas. A inclusão de pessoas de diferentes etnias, sexos e idades enriquece o ambiente de trabalho e também gera mais inovação. É, ainda, uma maneira de construir um negócio mais justo e representativo. Portanto, em 2022, diversidade e inclusão serão fortes bandeiras para o RH.

Inteligência artificial

De modo geral, a tecnologia é uma forte tendência. As empresas descobrem formas cada vez melhores e mais precisas de lidar com sua força de trabalho, melhorando os processos de RH — como recrutamento, seleção e integração de pessoal — por meio de tecnologia de ponta. Nesse contexto, sistemas dotados de inteligência artificial são poderosos aliados.

Orientação por dados

Com equipes remotas e tecnologia de ponta, coletar e utilizar dados que melhorem a tomada de decisão será tarefa muito mais fácil. Sendo assim, outra importante tendência é o data-drive management, que consiste na gestão orientada por dados, de modo que as escolhas de RH sejam mais precisas e ágeis. O tema também é chamado de people analytics.

Como fazer um planejamento de RH para 2022?

Um passo inicial é compreender as tendências de RH. Desse modo, saberá qual o horizonte para a gestão de pessoas e como o planejamento pode ajudar a alinhar a empresa ao que há de mais moderno no mercado. Entretanto, isso não é tudo.

Um bom planejamento depende de alguns elementos, como objetivo claro, passos para o seu alcance e definição de orçamento. Sem isso, não passa de uma mera intenção futura. De igual modo, é preciso ter atenção à execução, que consiste na prática do plano. Confira!

Compreenda o ambiente interno e externo

As práticas de gestão de pessoas não ocorrem de forma isolada. Muito pelo contrário, são influenciadas por aspectos internos e externos à empresa. Essas influências determinam o que é prioridade, o que pode ser alcançado e onde melhor alocar os recursos disponíveis.

Portanto, comece com uma boa análise dos ambientes. Questione-se:

  • o que já é bem feito dentro da empresa?
  • quais “gargalos” devem ser corrigidos ou eliminados?
  • quais tendências do ambiente externo são prioridades?
  • como tornar a força de trabalho mais competitiva?

Não são questões fáceis e nem deveriam ser. O objetivo é refletir sobre as mudanças que devem ser feitas, bem como sobre as transformações ligadas à gestão de pessoas.

Tenha objetivos claros

Após a análise, é interessante definir alguns objetivos. Pense nesses objetivos como uma espécie de alvo, pois vai orientar todo o seu trabalho e vai exigir precisão. Bons objetivos são claros, mensuráveis e com prazos bem definidos. Devem desafiar a equipe de trabalho, sem que tornem o trabalho impossível. Portanto, novamente, é algo que exige bastante atenção.

Pense em como atingir seu alvo

Além de entender onde deseja chegar, é preciso estabelecer o “como”. Pense nisso como a ponte que vai levar você e seu time até o objetivo desejado. É o seu plano de ação. Nesse caso, uma das principais ferramentas é o 5W2H, que consiste em 7 perguntas-chave:

  1. o que deve ser feito?
  2. por que será feito?
  3. onde será feito?
  4. quando será feito?
  5. por quem?
  6. como será feito?
  7. quanto vai custar?

Com o 5W2H, é possível ter uma visão mais precisa, identificando as principais pessoas e os recursos necessários ao alcance do objetivo inicialmente estabelecido.

Mantenha a flexibilidade e disposição ao aprendizado

Nenhum planejamento é perfeito. Ao longo do tempo, algumas mudanças apenas não se concretizam ou tomam rumos diferentes do inicialmente planejado. Exatamente por isso, é importante manter a flexibilidade, assim como a disposição ao aprendizado. Não tenha medo de promover mudanças no planejamento, admitir erros e repensar o uso dos recursos.

Quais erros não cometer no planejamento?

Assim como existem boas práticas ligadas ao planejamento de RH, como a antecipação de tendências e a definição do plano de ação, existem erros que não devem ser cometidos. Veja esses erros como itens capazes de prejudicar empresa e talentos. Alguns dos principais são:

  • resistir às mudanças em curso, como o trabalho híbrido;
  • não ser o primeiro a aproveitar boas tendências;
  • deixar de lado a experiência dos profissionais;
  • não monitorar os resultados obtidos com a mudança;
  • se apegar demasiadamente ao plano inicialmente definido.

Veja, agora você está por dentro do tema. Lembre-se de que grandes mudanças aconteceram até aqui e muita coisa ainda vai acontecer ao longo dos próximos anos. Portanto, é preciso ficar de olho nas tendências. Isso exige um plano bem construído, com objetivos e ações bem descritas, mas também flexível para lidar com imprevistos ou mudanças de percurso.

Agora que você sabe como fazer o planejamento de RH para 2022, aproveite para continuar por dentro das nossas novidades. Siga nossas redes sociais — estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Facebook Comments Box
Fechar