Job Rotation: O que é e como funciona? Confira!

Por Social Bank 21 jul 21

Você já ouviu falar de job rotation? Essa é uma das práticas utilizadas pelos gestores de recursos humanos para o desenvolvimento da equipe. É uma iniciativa que gera resultados positivos para a empresa e que também ajuda no desenvolvimento dos profissionais.

Portanto, devemos reconhecer a sua importância hoje e também no futuro. Isso quer dizer que essa é uma iniciativa que deve contar com o apoio e incentivo da liderança, além de estar presente na cultura organizacional.

Por isso, listamos algumas de suas vantagens para que você possa avaliá-las e, assim, testar essa prática na sua empresa. Continue lendo para saber mais!

O que é job rotation?

Job rotation é uma tática que ajuda os profissionais a entenderem mais a fundo sobre o negócio e o seu papel na organização. Essa é uma abordagem prática, na qual o colaborador tem a oportunidade de vivenciar outras rotinas de trabalho.

O job rotation pode ser implementado dentro de um departamento no qual a equipe troca de atividades e atribuições entre si. Essa experiência ajuda a integrar novas perspectivas e ideias que podem ser melhorias para o processo.

Há também casos em que essa mudança é departamental, ou seja, a inserção de sangue novo nos setores ajuda a disseminar conhecimentos e implementar inovações. O objetivo é compartilhar experiências com o intuito de solucionar problemas e permitir o crescimento profissional.

Quais são as vantagens do job rotation?

O job rotation está entre uma das práticas que são consideradas parte do futuro do trabalho, ou seja, é uma das tendências que vai ajudar a reformular o ambiente de trabalho e mudar a vida dos profissionais. Por esse motivo, listamos alguns pontos positivos que podem ser alcançados com a adoção dessa mudança.

Ajuda a identificar talentos

As empresas que decidem formar líderes internamente esbarram na dificuldade de expandir os seus conhecimentos sobre a gestão do negócio como um todo. Porém, isso pode ser conquistado por meio da exposição prática em diversos setores e funções. Essa é apenas mais uma forma de identificar talentos que podem ser capacitados para assumir cargos de gestão.

Favorece o aprendizado de novas funções

Um dos inimigos da motivação no trabalho é a monotonia. Uma pessoa que executa as mesmas funções todos os dias sente que a falta de mudanças prejudica o seu desempenho.

Por isso, a transferência para outra área ou a troca de atribuições resulta no aprendizado de novas atividades e processos. Essa transição incentiva a colaboração e a integração entre equipes.

Facilita o processo de networking

Muitas vezes, a conquista de oportunidades depende da sua capacidade de criar laços dentro e fora da empresa. Se uma pessoa antes lidava apenas com processos internos, uma mudança para uma área que lide com clientes e fornecedores pode expandir a sua rede de contatos.

O consenso na área de recursos humanos é que reter talentos é mais do que um processo de trabalho, é uma arte. Essa é uma visão em que está presente a valorização do trabalho, a oferta de perspectivas e o incentivo do crescimento pessoal e profissional.

O job rotation é uma das iniciativas que ajuda a conquistar esse resultado e oferece aos funcionários a chance de enxergar a empresa por diversos ângulos. Por esse motivo, reconhecemos que essa é uma das principais práticas para conquistar bons resultados.

Achou interessante? Então compartilhe este artigo nas suas redes sociais para que mais pessoas possam se informar sobre o tema.

Facebook Comments Box
Fechar