Entenda o que é Pix para as empresas, como ele funciona e qual a sua importância

Por Social Bank 17 maio 21

A novidade do Pix foi muito animadora para os usuários que queriam ter acesso a serviços bancários ágeis, eficientes e confiáveis. Afinal, melhorias no atendimento desse setor são sempre bem-vindas e valorizadas.

Contudo, o impacto do Pix nas empresas ainda é pouco discutido. Por esse motivo, decidimos explorar mais detalhes e a sua aplicação prática no ambiente empresarial. Se você tem interesse, prossiga com a leitura deste conteúdo. Aproveite!

O que é Pix?

Em termos simples, Pix é um tipo de pagamento instantâneo. O seu funcionamento está disponível a qualquer dia e hora. Ou seja, o cliente não fica sujeito ao horário de funcionamento das instituições financeiras para realizar transações.

Esse serviço está disponível para:

  • conta-corrente;
  • conta poupança;
  • conta de pagamento pré-paga.

A diferença dos meios de pagamento tradicionais, como TED e DOC, é que já não é preciso conhecer previamente os dados bancários da pessoa que vai receber o dinheiro. Para fazer uma transferência, é necessário informar apenas o número de telefone, CPF ou CNPJ, e-mail ou uma Chave Pix.

Como funciona o Pix para empresas?

Desde o seu lançamento, o Pix é visto como uma solução financeira segura e confiável. Esse é um fator importante tanto para pessoas físicas quanto para empresas que utilizam essa forma de pagamento. Por isso, reunimos neste tópico as principais características do Pix para empresas.

Pode ser usado por empresas de todos os portes

Para começar a usar o Pix nos negócios, é preciso ser titular de uma conta bancária em instituições financeiras ou em alguma fintech. Assim, desde microempreendedores individuais até multinacionais podem ser usuárias. No momento do cadastro, basta escolher uma ou mais chaves Pix que serão usadas para identificar a conta da empresa, sendo que as opções mais comuns são o CNPJ e o e-mail corporativo.

Reduz custos com transações bancárias

Geralmente, as tarifas bancárias para empresas são diferenciadas, e serviços como TED ou DOC são cobrados conforme o contrato com a instituição financeira. A proposta do Pix é tornar essa movimentação menos onerosa. No caso de pessoas jurídicas, o Banco Central autorizou a cobrança de taxas. Ainda assim sai mais barato que as demais modalidades. Com isso, a empresa pode obter uma economia significativa com o pagamento dos funcionários, impostos e fornecedores.

Centraliza as finanças da empresa

De forma geral, o Pix gerou um cenário que aumentou a competitividade entre os bancos. Isso ocorre porque, se o CNPJ foi cadastrado no banco A, esse vínculo não pode ser usado no banco B em simultâneo. Essa situação faz com que os valores movimentados se tornem exclusivos de um único agente financeiro.

Por isso, é recomendado escolher com cuidado em qual instituição cadastrar a chave Pix e selecionar a opção que oferece as melhores vantagens. Apesar disso, é possível fazer a portabilidade de chaves, o que confere maior liberdade para os usuários.

Tem diversos canais de recebimento

A maioria dos usuários já conhece a utilização das chaves Pix para enviar e receber dinheiro. Porém, existem outros métodos que podem simplificar esse processo. O primeiro deles é por meio de QR Codes que são vinculados à conta bancária.

A segunda opção é para o cliente que opta por efetuar transações utilizando o pagamento por aproximação. Essa tecnologia é chamada de NFC (Near Field Communication), que permite a troca de informações entre dispositivos.

Por fim, uma das principais vantagens do Pix é o impacto positivo na gestão financeira. Enquanto transferências e depósitos têm prazos que prolongam a entrada de recursos, o Pix oferece o recebimento imediato. O mesmo vale para o pagamento de obrigações da empresa.

Pronto! Agora você já sabe como esse recurso funciona. Queremos ouvir de você quais são as suas experiências com o Pix até o momento e como você avalia essa funcionalidade. Basta deixar o seu comentário!

Facebook Comments Box
Fechar