Canteiro de obras: como a COVID-19 tem afetado o setor da construção civil

Por Social Bank 14 maio 21

Não é mais novidade que a pandemia da Covid-19, que assola praticamente todos os países, trouxe impactos para diversos setores do mercado. Com a construção civil não foi diferente, pois esse ramo foi diretamente afetado pela falta de insumos, diminuição de mão de obra especializada, entre outros fatores.

Ao mesmo tempo, essa área se manteve aquecida, uma vez que foi necessário, em caráter emergencial, a construção de milhares de hospitais de campanha pelo país, e contou com uma diminuição histórica da taxa básica de juros da economia, a Selic, em 2%.

Portanto, este momento requer que as compras sejam muito bem planejadas, a fim de que sejam evitados gastos excessivos. Assim, apresentaremos algumas dicas para reduzir os custos nos canteiros de obras.

Saúde pública x construção civil: qual a relação?

A área de construção civil permeia diversos setores da sociedade, já que é responsável tanto pela construção de escolas quanto de presídios e hospitais, por exemplo. Ou seja, é essencial na prestação dos serviços mais básicos.

Nesse sentido, a pandemia afetou negativamente diversos segmentos, como o fechamento do comércio, a suspensão dos contratos trabalhistas e a impossibilidade do trabalho em grupo, de modo que fossem evitadas aglomerações. Tudo isso impactou, por exemplo, a fabricação de matérias-primas e insumos, essenciais ao pleno funcionamento dos canteiros de obras.

Ao mesmo tempo, esse mercado se manteve a todo vapor com a necessidade extraordinária da edificação de novos hospitais, capazes de receber a imensa demanda de pessoas infectadas pelo vírus.

Quais as atuais demandas?

Quando o país inteiro se viu diante dessa enorme onda de instabilidade em praticamente todos os âmbitos, sociais, políticos e econômicos, foi necessário adotar algumas medidas que possibilitassem o melhor enfrentamento da pandemia.

Cada ente da federação foi se organizando conforme a sua realidade, uma vez que, o Brasil, geograficamente, tem dimensões continentais e a situação pode variar muito de uma região para outra.

Na região Nordeste, por exemplo, onde a saúde pública é mais precária, os Estados têm estimulado a construção de hospitais e melhorias de saneamento por causa da Covid-19. É importante frisar que cerca de 72% da sua população ainda não têm acesso à rede de esgoto, o que é extremamente grave, pois um dos métodos de evitar o contágio do vírus é manter a higiene das mãos.

A construção civil, nessa conjuntura, torna-se essencial e diz respeito não apenas à edificação de clínicas e hospitais, mas também às questões relacionadas ao saneamento básico, que impactará no enfrentamento dessa e de outras doenças. Isso faz com que saúde pública e construção andem lado a lado. Assim, é fundamental o fomento a essa área em um momento tão delicado para toda a humanidade.

Como reduzir os custos nos canteiros de obras?

Como já contextualizamos todas as questões contemporâneas ligadas ao âmbito da construção civil, sua íntima relação com a saúde e suas novas demandas, mostraremos algumas dicas para reduzir os custos no canteiro de obras. Confira a seguir!

1. Comece com uma análise

Todo plano de ação deve começar com uma análise de cenário. Então, para que o sucesso financeiro seja atingido é necessário, antes de tudo, um bom planejamento. Existem algumas estratégias que farão diferença.

Podemos citar, por exemplo, a Curva ABC, essencial para que o orçamento de sua obra seja organizado de maneira pragmática. Os dados principais de todo insumo exigido constarão numa tabela em que as primeiras linhas descreverão os aspectos mais importantes da sua edificação, e as colunas apontarão relevância ao preço global dos recursos. Isso dará uma visão integral dos seus materiais de trabalho e facilitarão as tomadas de decisões.

2. Escolha o material com melhor custo-benefício

Parece óbvio, mas não é. Muitas vezes, para economizar em um canteiro de obras, as escolhas dos materiais são feitas visando apenas o menor gasto possível. Mas, como sabemos, às vezes o barato pode sair muito caro.

Então, é necessária uma pesquisa de mercado para saber qual fornecedor vai oferecer o melhor material com o menor custo possível. Assim, é possível garantir a qualidade do serviço e consequente consolidação do seu empreendimento no mercado, além de provocar redução no valor total da obra.

É fundamental pontuar que toda essa escolha deve partir de um planejamento minucioso, que abarcará cada etapa da obra e possíveis imprevistos.

3. Controle os resíduos e entulhos

Gerenciar resíduos é muito importante para evitar perdas e desperdícios de materiais. Nesse contexto, existe na cultura de sustentabilidade algo chamado “3 Rs”, que significa reduzir, reutilizar e reciclar.

O objetivo dessa prática é criar obcostume entre os funcionários, que será incorporado à rotina de trabalho, com vistas de se obter o aproveitamento máximo de todo material utilizado no projeto. O senso de utilização, ordenação e limpeza, além de minimizar gastos, tornará o trabalho mais eficiente.

4. Use a tecnologia a seu favor

Existem softwares de gestão de obras que vão auxiliar melhor na administração de pessoal e de recursos dentro do canteiro. Essas ferramentas possibilitam melhor comunicação entre gestores e funcionários, além de permitir mais controle dos insumos utilizados.

Isso fará com que seu empreendimento poupe capital, pois auxilia na transparência dos projetos e nas decisões relacionadas à obra, além de otimizar todo o trabalho envolvido. Sabemos que o tempo é tão importante quanto o lucro, não é mesmo?

5. Contrate bons profissionais

Apesar de o termo parecer subjetivo demais, é simples desvendar o que forma um bom profissional. Contratar profissionais capacitados, que estejam à altura do seu projeto, para que desenvolvam com maestria o que foi proposto, que estejam engajados aos objetivos da sua empresa e motivados a concluir de modo eficiente todo o projeto é primordial.

O capital humano é essencial a todo e qualquer projeto, empresa ou serviço. Sem as pessoas, os negócios simplesmente não existem. A escolha dos bons trabalhadores impactará na redução de custos e do tempo de execução.

Portanto, nesse momento em que todos estamos vivenciando crises sanitárias e econômicas, a construção civil se estabelece como essencial para o enfrentamento dessas questões. Ao mesmo tempo em que sofre impactos negativos advindos da pandemia, mantém seu mercado aquecido pelas novas demandas. Nesse aspecto, baratear custos é uma ação que fará toda a diferença.

Gostou deste post? Quer saber mais sobre gestão de tempo e de recursos de obras? Assine nossa newsletter!

Facebook Comments Box
Fechar