Conhecer a importância da gestão financeira dentro da empresa em que você atua é fundamental, independentemente de sua área. Estando na liderança de um setor, no RH e gestão de pessoas ou no time de vendas, é certo que você depende de recursos para colocar suas estratégias em prática e buscar melhores resultados.

Porém, o que muitas pessoas não entendem, é que uma boa gestão financeira não depende apenas de ferramentas e tecnologias que a otimizem — ainda que isso seja primordial para a sua execução. Ela depende de colaboradores motivados e que deem o seu melhor, todos os dias, a fim de aprimorar a rentabilidade do negócio.

Entenda qual é a importância da gestão financeira dentro da empresa e de que forma o RH executa um papel fundamental no fluxo de caixa de um negócio.

O que é gestão financeira?

Por definição, gestão financeira é a utilização dos recursos monetários de um empreendimento da forma mais otimizada possível. Por meio dela, além de organização e boas noções de como anda a saúde monetária do negócio, também é possível delimitar áreas que carecem de investimento e cujo andamento está de acordo com as metas estabelecidas.

Quem cuida dessa parte na empresa é o gestor. Porém, ele deve ter em mente que, para ser bem-sucedido em sua função, é preciso impor boas práticas de educação financeira à equipe e alinhar a execução das tarefas diárias com o que se espera das finanças em longo prazo.

Como funciona a gestão financeira empresarial?

A gestão financeira de uma empresa deve atuar de forma a:

  • sanar problemas;
  • inflar os investimentos em áreas cuja produtividade pode ser melhorada;
  • expandir o negócio sem prejudicar ou colocar em risco o empreendimento;
  • capacitar constantemente a equipe;
  • estimular a melhoria contínua do oferecimento de soluções, produtos, serviços e muito mais.

Porém, gestor financeiro algum consegue fazer isso por conta própria. Assim, a atuação de vários membros e o alinhamento de uma equipe são fundamentais para que qualquer um dos pontos acima seja visto de maneira prática. Portanto, o gerenciamento do dinheiro de uma empresa está diretamente ligado a uma boa gestão de pessoas — ou seja, ao seu RH.

Gestão de pessoas

A gestão de pessoas de uma empresa é, geralmente, função de seu setor de Recursos Humanos. Ele deve estar atento ao comportamento, necessidades e demandas de cada indivíduo e dos times, como um todo, para que as estratégias mais adequadas de maximização de produtividade e saúde ocupacional sejam aplicadas.

Sem colaboradores felizes, motivados e prontos para vestir a camisa da empresa e dar o melhor de si todos os dias, é impossível que as tarefas sejam realizadas no prazo, de maneira otimizada e a fim de proporcionar melhorias ao negócio. Além disso, é preciso que haja acesso às ferramentas que agilizam e facilitam a realização de atividades, alavancando a empresa como um todo.

Ainda que a gestão financeira deva otimizar os ativos de uma empresa, é fundamental enxergar a equipe como um importante recurso. É ela que faz com que os muitos benefícios de um fluxo de caixa regulado e do uso otimizado do capital de giro sejam aproveitados pela organização. Isso é, portanto, fundamental para um gerenciamento eficiente.

Qual é a importância da gestão financeira dentro da empresa?

Após compreender todos os pontos que estão inclusos em uma boa gestão financeira — técnica, educação financeira, uma boa gestão de pessoas e um RH alinhado aos valores do negócio —, é hora de compreender como o investimento nesses pontos pode promover vantagens para o negócio. Afinal, uma boa gestão financeira empresarial impacta a organização de diversas maneiras.

Redução de custos

Após mapear os custos da empresa, o gestor terá uma noção do que deve ser otimizado ou cortado. Isso permite que estratégias de redução de custos sejam aplicadas e que o time seja capacitado e informado sobre quais passos devem ser tomados a fim de aumentar a rentabilidade do negócio. Esse rendimento aprimorado, por sua vez, pode ser constantemente reaplicado no próprio treinamento da equipe, de forma que esse se torne um ciclo de melhorias contínuas para o negócio.

Aumento nos lucros

Ao unir soluções financeiras inteligentes, conhecimentos sobre gestão, capacitação de funcionários e saúde ocupacional, de forma a otimizar a produção, o aumento nos lucros é apenas uma questão de tempo. Ter controle e gerenciamento das finanças de um negócio traz mais autonomia e controle de seus recursos. Isso, por sua vez, permite que a organização monetária ideal para o empreendimento seja feita.

Competitividade

Cada vez mais, tecnologias e inovações são trazidas para o mercado. Ao ter acesso às principais delas, sua empresa se torna mais competitiva e tende a ultrapassar aquelas que não direcionam seus esforços para o aprimoramento contínuo de sua equipe e negócio. Por isso, uma gestão financeira eficiente, que leva em consideração as dicas acima e utiliza as ferramentas certas, tende a se tornar mais competitiva.

Tomada de decisões mais assertivas

Finanças organizadas e bem aplicadas permitem que a tomada de decisões em relação ao futuro da empresa se torne ainda mais assertiva, permitindo que haja sempre a delimitação adequada de metas e objetivos que norteiam a equipe e geram bons resultados.

Como é possível perceber, a relação entre o RH e as finanças corporativas deve ser, cada vez mais, um foco das empresas. Afinal, essas são atividades nas quais ambos os setores se influenciam.

Além disso, a tecnologia pode ser um recurso útil no controle, acesso e gestão das informações financeiras do negócio. Vale também ressaltar que é fundamental investir e acompanhar os indicadores de desempenho, monitorando constantemente o negócio a fim de analisar se as estratégias aplicadas estão funcionando ou não.

Agora que você conhece a importância da gestão financeira dentro da empresa e compreende sua relação com o setor de Recursos Humanos, não deixe de unir as informações deste artigo com boas ferramentas. Para isso, entre em contato com a Social Bank! Você fala conosco por e-mail ou pelos números (11) 2050-3872 em São Paulo, e 0800 772 9773 em outras localidades.