Planejar a expansão de franquias (ou franchisings, em inglês) é indispensável para garantir o crescimento saudável da sua rede. Dessa forma, você consegue criar uma estratégia ampla, que inclui a elaboração dos procedimentos necessários para esse tipo de ampliação.

O acerto na escolha das etapas a serem realizadas é o que ditará o sucesso da operação. Para isso, é preciso contar com critérios convincentes para determinar os melhores recursos a serem usados, a fim de evitar erros que prejudiquem sua marca no mercado.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo. Nele, vamos mostrar como fazer um estudo de expansão de franquias. Confira as melhores dicas para obter êxito nessa jornada.

Elabore um plano minucioso de expansão

Um plano minucioso engloba decisões de curto, médio e longo prazo. Para isso, você precisa cogitar quantas lojas a sua rede terá ainda este ano ou no próximo. E daqui a 4 ou 5 anos?

Ter esse objetivo definido é fundamental para elaborar um planejamento que possa ser seguido de forma gradual (passo a passo). E assim, garantir que seu negócio se torne escalável — condição indispensável para uma gestão de franquias bem-sucedida.

Mapear todos esses fatores garante a viabilidade do projeto, pois facilita a identificação do potencial de crescimento. Essa técnica ajuda na criação de metas de acompanhamento dos resultados, gerando números convincentes a serem analisados.

Tenha cautela na seleção dos franqueados

Saber escolher os franqueados é essencial para a prosperidade de uma rede de franquias. São esses candidatos que levarão a sua logo para diversas regiões, sendo capazes de contribuir para o processo de expansão. Portanto, antes de divulgar o crescimento da marca, determine o perfil ideal de franqueado e crie métodos que ajudem na seleção desses empreendedores.

As melhores práticas são:

  • compartilhar o máximo de informações aos possíveis franqueados para que eles analisem se é o empreendimento que procuram ou não. Assim, você não desperdiça tempo de seleção com incertezas e indecisões por parte dos candidatos;
  • avaliar dados dos interessados referentes à vivência de mercado e fazer entrevistas presenciais para conhecê-los melhor;
  • oferecer uma experiência in loco para o candidato ver como sua franquia funciona na prática — o que pode ser decisivo para ambas as partes.

Estabeleça normas para a escolha do ponto

Um planejamento de expansão precisa ter as localidades (regiões) em que a franquia pode abrir novas unidades. Nele, é necessário constar a capacidade que determinadas áreas do mapa têm de garantir bons pontos comerciais.

Dar suporte ao franqueado quanto à definição do ponto ideal é uma etapa obrigatória. No entanto, é preciso fazer uma análise prévia sobre as características do local, bem como definir critérios que devem ser seguidos na seleção do ponto.

O geomarketing é um método bastante utilizado para compreender o comportamento do público e, dessa forma, ter mais chances de acertar na escolha do local mais propício. Ele também ajuda a analisar variáveis relevantes para compreender o comércio da região a fim de realizar as adequações necessárias.

Assim, uma nova franquia pode ser instalada com a certeza de sucesso em vendas. Utilizar essa ferramenta garante informações precisas, o que permite uma expansão mais completa e certeira.

Invista em treinamentos

Os treinamentos de ampliação de franquia devem ser feitos de maneira estruturada. Nesse caso, é importante definir o formato das capacitações, bem como sua periodicidade e em quais momentos — mudanças de procedimentos, adequação às normas de boas práticas, atualização tecnológica etc. — elas precisam ocorrer. O ideal é manter o programa de treinamento padronizado para alinhar a gestão de pessoas com o funcionamento de todas as unidades.

Analise as unidades franqueadas

Esse é um passo obrigatório no projeto de expansão. Infelizmente, muitas marcas abrem novos estabelecimentos antes cuidar dos problemas das lojas atuais. Essa é uma atitude arriscada, pois pode levar a diversos erros e falhas de gestão.

Com a análise dos pontos já estabelecidos, é possível definir condutas relevantes, como a criação de normas de atuação e procedimentos de controle de estoque (reposição e gerenciamento sazonal). Ao estudar as unidades existentes, você consegue analisar cada etapa necessária dentro do programa de expansão.

Converse com os seus atuais franqueados

A ampliação precisa ser discutida junto aos seus atuais franqueados. Contudo, você não precisa subjugar suas atitudes a eles, mas é necessário se reunir com todos antes de tomar determinadas decisões. Afinal de contas, esses empreendedores são parceiros do seu negócio, lidam com atividades semelhantes (ou idênticas) e atendem o mesmo cliente final. Logo, é importante saber como eles interpretam o mercado.

Aproveite esse ajuntamento para descobrir o que pode ser otimizado. Se escutar as mesmas críticas e sugestões, considere e resolva todas elas para evitar que novos franqueados pontuem os mesmos problemas ou necessidades.

Vale destacar que essa interação — que deve ser periódica — ajudará você a elaborar e atualizar o seu mapa de expansão de franquias.

Acompanhe a atuação do mercado

Saber como o seu segmento comercial atua no mercado é crucial para manter sua franquia em boas condições de lucro e sobrevivência. Por isso, acompanhe tendências, analise a concorrência, frequente workshops e consuma conteúdos relacionados. Isso ajuda a melhorar seus esforços de mídia e captação de novos franqueados e clientes.

Além disso, consulte fontes confiáveis das regiões que você tem interesse em instalar novas unidades, bem como os costumes locais e a dinâmica do cotidiano. Descubra se esses locais apresentam boas perspectivas para o futuro. Converse com outros empreendedores para ter uma noção mais realista.

Depois de descobrir se existe um bom potencial nas localidades estudadas, identifique o grau de interesse entre possíveis franqueados para atuar na área. Avalie também se há algum empecilho que possa prejudicar a sua logística.

É importante reforçar que esse ato precisa ser contínuo, já que mudanças ocorrem a todo momento. É preciso que essa observação continue no planejamento, pois traz respostas claras e indica novos rumos que facilitam a ampliação da marca. Esse documento não é imutável, ou seja, é necessário revisá-lo e redefinir decisões com certa frequência, para mantê-lo sempre alinhado e condizente com os objetivos traçados.

Esperamos que você tenha aprendido como se preparar para uma expansão de franquias. Para isso, basta seguir as recomendações mencionadas, investir em tecnologias operacionais para garantir um crescimento escalável e contar com fornecedores e parceiros qualificados. Se tudo isso for feito, você terá uma marca imbatível com novas unidades instaladas a cada ano.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar por dentro de novidades sobre gestão de negócio e pessoas, cadastre-se na nossa newsletter!