O fluxo de caixa de uma empresa e sua maneira de lidar com dinheiro diz muito sobre seu sucesso. Para falar sobre o tema, seja em uma reunião de negócios, seja com seus colaboradores, é fundamental saber do que se trata e como fazer um orçamento empresarial.

Ainda que, para muitos, o processo de construção orçamentária pareça óbvio, para outros ainda existem dúvidas. É por isso que, neste artigo, serão dados alguns passos que são fundamentais para quem deseja ter em mãos um importante documento para a saúde financeira do negócio.

Se você deseja saber mais sobre ele, não deixe de continuar lendo!

O que é um orçamento empresarial?

É um documento que reúne informações financeiras sobre todos os pontos referentes à entrada e saída de dinheiro de uma organização. Além de registrar e refletir essa movimentação, ele ainda permite que gestores e líderes possam se preparar para o futuro, analisando:

  • quais gastos podem ser mitigados ou cortados;
  • onde é preciso investir mais;
  • qual é a previsão financeira para o ano seguinte;
  • receitas e despesas detalhadas e muito mais.

É comum que o orçamento da empresa se torne foco de análise uma vez ao ano, mas cabe à organização definir o melhor momento para falar sobre ele. A seguir, entenda como fazer, na prática, a emissão desse documento e otimize a saúde monetária de seu negócio!

Como fazer orçamento empresarial em 4 passos?

Para montar um orçamento de forma adequada, é preciso contar com as ferramentas certas. Enquanto algumas empresas preferem usar as clássicas — como Excel e demais planilhas — existem opções online que podem tornar essa tarefa ainda mais simples. Escolha a que mais se adéqua à organização.

1. Faça um diagnóstico do negócio

Antes de qualquer coisa, faça um diagnóstico do negócio. Entenda como ele tem funcionado até então e saiba do que ele precisa. É somente por meio dessa atitude que a empresa poderá pontuar suas limitações, oportunidades para o futuro e ações que levem à evolução. Para garantir que esse processo seja efetuado em seu maior potencial, analise, pelo menos, os últimos 3 anos financeiros da empresa.

2. Estabeleça objetivos e metas da empresa

Ao saber qual é a realidade atual do empreendimento, é chegada a hora de estabelecer objetivos e metas que levem-na a outro patamar. Por meio dessa atitude é que será possível definir quais são as estratégias que cabem dentro dos recursos disponíveis e como alinhá-las aos valores da empresa.

3. Liste todos os seus custos fixos e variáveis

Um orçamento empresarial deve ser o mais completo quanto possível. Isso significa que ele não deve considerar apenas os custos fixos, mas também os variáveis. Custos de produção, despesas, fluxo de caixa projetado, investimentos e empréstimos são alguns dos exemplos que não podem ficar de fora da análise, sendo fundamentais para garantir bons resultados advindos da emissão do documento.

4. Monitore o período

Com todas as informações necessárias em mãos — sempre investindo em transparência e seguindo as projeções feitas—, é essencial empregar ferramentas de monitoramento no processo, garantindo que seja seguido o estabelecido no orçamento. É somente assim que, de fato, a geração desse documento poderá ser usada em seu maior potencial e traga resultados financeiros reais para seu negócio.

Se você gostou de saber como fazer orçamento empresarial, não deixe de assinar nossa newsletter e garantir ainda mais acesso a dicas e informações como essas!