O sucesso da gestão de franquias reside no fato de que esse é um modelo de negócio já testado, aprimorado e bem-sucedido. Isso quer dizer que quando um novo franqueado abre suas portas, os principais desafios já foram solucionados anteriormente.

No caso das franquias, já existem contratos com fornecedores qualificados, a marca já é reconhecida no mercado e as projeções de retorno financeiro são precisas e atrativas. Além disso, existem diversas opções compatíveis com o perfil e o bolso de cada empreendedor.

Mesmo com todas essas vantagens, ainda fica a pergunta: existe espaço para inovação em uma franquia? A resposta é sim! Então, vamos mostrar a você como seu empreendimento pode crescer ainda mais. Continue lendo e confira!

Por que é importante inovar na gestão de franquias?

A inovação e o desenvolvimento de novas ideias fazem parte do DNA de negócios de sucesso. Em uma franquia não poderia ser diferente, pois representa uma oportunidade de desenvolver diferenciais competitivos.

Esse tipo de empresa surgiu no início do século 19 com a abertura das primeiras cadeias de lanchonete, nos Estados Unidos. Porém, as franquias como conhecemos hoje são uma criação das décadas de 1940 e 1950, da qual um dos nomes mais famosos é o McDonald’s.

Porém, fica claro que esse modelo de negócio acompanhou a evolução dos tempos e está cada vez mais moderno em sua forma de gerenciamento. Esse é um formato que é favorável ao teste de novos processos, produtos e serviços que podem ser aprimorados e, então, replicados para todos os franqueados.

Isso quer dizer que o crescimento da marca é extremamente benéfico para quem tem interesse em ingressar nesse mercado.

O que uma franquia deve ter para a gestão inovadora?

A necessidade de constante adaptação às demandas do mercado é um dos principais motivos que levam as empresas a investir em inovação. Nesse sentido, as redes de franquia saem na frente em razão da integração entre as unidades que devem manter o padrão em termos de qualificação e profissionalização.

Confira, a seguir, quais fatores podem ajudar com a melhoria dos resultados em seu negócio.

Ampliação do investimento em tecnologia

Automação é a palavra-chave quando se trata do uso de ferramentas tecnológicas. Os sistemas de gestão integrada atuam em diversas áreas do negócio proporcionando maior controle dos processos.

Sob o ponto de vista do franqueador essa é a ferramenta que permite a gestão centralizada de cada unidade. Já para o franqueado é possível acompanhar os níveis de estoque e planejar seu reabastecimento.

Afinal, a disponibilidade de produtos para venda é um fator essencial, principalmente no setor alimentício. A falta de algum item é uma das causas de insatisfação nos clientes, pois ficam impossibilitados de consumir os pratos que desejam.

Há também a possibilidade de gerenciar os pedidos desde o momento que a comanda é lançada no sistema até o cliente é servido. Essa é uma forma precisa de medir:

  • pratos com maior saída;
  • número de visitantes por dia;
  • quantidade de produtos, bebidas e sobremesas consumidos;
  • tempo médio de atendimento;
  • e a medição dos horários de maior circulação de clientes.

Todas essas informações só estão disponíveis graças a sistemas que favorecem a gestão de franquias e, consequentemente, o planejamento de suas atividades.

Adoção de estratégias de marketing

Todas as unidades franqueadas contribuem para um fundo chamado Fundo de Propaganda ou Fundo de Promoção. O objetivo deste valor acumulado é investir em ações de marketing que beneficiam toda a rede. Porém, o franqueado também tem a liberdade desenvolver iniciativas próprias que ajudam a divulgar a marca em uma escala local.

As redes sociais são a plataforma ideal para estabelecer um canal de comunicação com o público consumidor e aumentar a visibilidade da marca. Muitas empresas divulgam novos produtos, períodos promocionais e postam conteúdos relevantes que contribuem para a construção de um relacionamento positivo.

Esse é um dos pilares do marketing digital, o qual se baseia em oferecer soluções e promoções para os clientes sem necessitar de grandes orçamentos para o marketing de massa.

Atenção ao planejamento financeiro

A área financeira sempre depende de extremo cuidado para que uma boa ideia não se converta em uma fonte de prejuízo. Ao iniciar um negócio, o empreendedor deve estar ciente da importância da gestão dos recursos para o equilíbrio e crescimento no futuro.

Você pode pensar que, no ramo de franchising, o retorno do investimento já está garantido. Contudo, até mesmo franquias de menor valor têm riscos que podem comprometer os resultados. Antes de considerar a possibilidade de transformar sua marca em franquia é necessário atingir um nível de maturidade financeira que depende de planejamento de longo prazo.

Para transformar sua ideia em franquia é exigido desenvolver um documento chamado de Circular de Ofertas de Franquia (COF). Nele estão contidas informações claras e objetivas sobre o que negócio o que possibilita a análise de aspectos financeiros como:

  • projeções de custos;
  • margem de lucro estimada;
  • necessidade de capital social;
  • cálculo do ponto de equilíbrio financeiro;
  • e estudo de viabilidade econômico-financeira.

Como resultado, o mercado e potenciais franqueados têm condições de tomar decisões seguras sobre seu investimento e as expectativas de retorno.

Busca por qualidade na logística

Sob o ponto das franquias do setor de alimentação, um dos maiores desafios está na relação com fornecedores e o abastecimento da operação. No contrato, o franqueador pode optar por adotar duas formas de fornecimento das unidades. A primeira delas depende da franqueadora que atua como fornecedor exclusivo de materiais e ingredientes.

Essa é uma estratégia que aumenta sua remuneração, pois gera uma relação de dependência para com a cadeia de franquias. Além disso, permite a manutenção de segredos industriais e do padrão de qualidade exigido pela marca.

A segunda opção é desenvolver uma lista de fornecedores homologados que são responsáveis por abastecer a rede desde materiais básicos até serviços de arquitetura para padronizar o espaço do estabelecimento.

Essa é uma opção que simplifica o processo de abastecimento, pois garante estoques enxutos e evita o risco de desabastecimento por problemas logísticos. Também, aumenta a qualidade, capacidade de atendimento da rede e melhora a prática de preços e condições de pagamento.

Gestão de pessoas para a produtividade

O gerenciamento da equipe de uma franquia nunca deve ficar em segundo lugar, afinal é por meio do trabalho das pessoas envolvidas que a empresa consegue crescer. Por esse motivo, o franqueador deve ser capaz de disseminar técnicas de liderança para quem planeja adquirir uma franquia.

Além disso, é importante concentrar esforços na seleção de pessoas compatíveis com o perfil da empresa. É aí que entra a atividade de recrutamento para montar a equipe ideal para o atendimento dos clientes.

Quais as tendências inovadoras para gestão de franquias?

O conceito de inovação assume dimensões amplas quando falamos do setor de franquias, afinal esse modelo está em constante aprimoramento para se tornar mais competitivo.

Isso quer dizer que as mudanças propostas oferecem excelentes resultados nesse ambiente empresarial. Por esse motivo, é fundamental conhecer como a indústria está se renovando para conquistar novas oportunidades.

Soluções de informação em nuvem

Atualmente, o Cloud Computing, também chamado de computação ou armazenamento em nuvem, é uma ferramenta cada vez mais acessível para pequenos e médios empreendedores. O funcionamento consiste em uma ferramenta que permite o armazenamento de dados e registros referentes a toda a operação do negócio.

O diferencial desta solução de TI são os protocolos de segurança, o que garante a proteção dos arquivos e dos dispositivos utilizados para acessá-los. Há também a garantia de mobilidade que possibilita sua consulta de forma simplificada e remota.

Além da opção de backup, as empresas fornecedoras deste serviço estão preparadas para oferecer sistemas de coleta e processamento de dados. Como resultado, é possível consultar informações completas sobre o andamento do empreendimento.

Integrações de sistemas e inteligência de dados

Ainda falando sobre a gestão de informação da empresa, a utilização de sistemas de gestão é essencial para o funcionamento de uma franquia de sucesso. Veja, por exemplo, o caso dos franqueados que compõem uma forma de gerenciamento centralizado.

Nessa modalidade, o franqueador adota uma gestão de processos integrados pelo sistema disponibilizado para as franquias. Dessa forma, é possível acompanhar o faturamento e o volume de vendas, bem como o pagamento das taxas descritas no contrato.

Contudo, a informação transita em uma via de mão dupla na qual o franqueado tem acesso a suporte, conteúdo e treinamentos que contribuem para a administração de um novo empreendimento.

Plataformas de bancos digitais

As fintechs, empresas do segmento financeiro que oferecem soluções tecnológicas para serviços bancários tradicionais, têm se tornado cada vez mais completas. A gratuidade dos serviços e praticidade do acesso torna esse tipo de solução muito atrativo para empreendedores iniciantes.

Essa é uma forma de reduzir custos e, ao mesmo tempo, manter a confiabilidade dos controles financeiros. Existem, inclusive, linhas de crédito destinadas a pequenos negócios que podem ser o incentivo que você precisava para crescer. Por isso, valorize o papel das fintechs e bancos digitais em sua estratégia.

Como otimizar sua gestão de franquias?

A gestão de uma empresa deve estar em constante evolução, e com o funcionamento das franquias não pode ser diferente. Por isso, listamos aqui algumas recomendações que podem ser úteis.

Entenda o que seu público precisa

O estudo do público-alvo e das tendências de consumo são atividades essenciais para compreender o comportamento de compras do mercado. O objetivo é oferecer soluções para um problema valorizando aspectos como a qualidade e a prática de preços acessíveis.

Se o franqueador identificou uma nova oportunidade é essencial testar essa ideia para verificar sua viabilidade e aceitação. Esse é um meio de garantir que os produtos comercializados pelas franquias atendem aos desejos do consumidor.

Sempre acompanhe a franqueada

Ao abrir uma franquia, o empreendedor espera correr menos riscos e obter maiores retornos em virtude do posicionamento da marca. Porém, o processo de replicar um sistema de forma bem-sucedida depende de acompanhamento periódico sobre o andamento da franquia.

Por isso, é fundamental incentivar a comunicação entre franqueador e franqueado. Dessa forma, o processo de padronização da identidade, serviços e produtos pode acorrer sem percalços.

Esse é o papel de uma ferramenta chamada de central do franqueado, que contém informações, oferece suporte e possibilita a comunicação com diversas áreas responsáveis pela gestão da cadeia.

Implemente canais omnichannel

Nos dias de hoje, o omnichannel tem se tornado cada vez mais presente no processo das franquias. Antes de explicar por que essa ferramenta é tão importante, vamos entender um pouco mais sobre o conceito.

O omnichannel é uma expressão utilizada para designar a integração entre todos os canais de venda ou comunicação disponibilizados pela empresa. Um exemplo prático de seu funcionamento pode ser encontrado nas redes de fast-food.

Para fazer seu pedido, o cliente pode utilizar o aplicativo da própria lanchonete. Com essa possibilidade o consumidor pode evitar filas e dirigir-se ao estabelecimento assim que seu pedido estiver pronto.

Além disso, é possível atuar em aplicativos de delivery que facilitam a entrega do produto ao cliente no local que for mais conveniente. O investimento em canais de atendimento diversificado só melhoram a experiência do consumidor e contribuem para sua fidelização.

Use indicadores para acompanhar resultados

Não há crescimento de um empreendimento se não houver mensuração cuidadosa dos resultados. Isso quer dizer que você, como franqueador, tem a responsabilidade de acompanhar de perto como cada franquia está se saindo no dia a dia.

Como esse tipo de negócio é estruturado em formato de cadeia, a valorização da marca, bem como a lucratividade de seu criador, depende do sucesso de cada unidade. Por esse motivo, é recomendado avaliar os resultados referentes:

  • ao valor do ticket médio;
  • ao faturamento obtido;
  • à produtividade da operação;
  • à quantidade de clientes/visitantes;
  • ao nível de satisfação dos consumidores.

A opinião dos clientes, inclusive, deve ser valorizada por fornecer informações relevantes sobre os produtos e o atendimento prestado.

Traga tecnologia para os processos

Em um mercado competitivo, uma das formas de se destacar e melhorar os resultados depende do investimento em tecnologia. Toda a operação pode ser beneficiada desde a automação de tarefas até o controle gerencial.

Por isso, adote sistemas capazes de processar os pedidos, acompanhar os níveis de estoque, registrar transações de compra e venda. A geração de relatórios sobre os indicadores de desempenho é uma necessidade para demonstrar quais áreas apresentam resultados satisfatórios e quais requerem ações de melhoria.

Conclusão

As redes de franquias têm revelado sua importância para a economia brasileira nos últimos anos. Por isso, é essencial que a inovação seja uma parte integral da estratégia do empreendedor.

Tecnologia, gestão de pessoas e qualidade no atendimento ao cliente são pilares que devem fazer parte das decisões sobre a gestão de franquias. Quando bem administradas não há dúvidas que seu negócio pode crescer consideravelmente.

Se você tem interesse em conhecer mais sobre o assunto para fortalecer sua marca, que tal seguir nossas redes sociais? Estamos no Instagram, LinkedIn e Youtube.