Quer motivar a sua equipe a conquistar objetivos específicos? Criamos este guia prático com dicas de marketing de incentivo para você atingir os melhores resultados na sua empresa.

Nosso intuito é ensinar como motivar e engajar seus colaboradores de maneira eficaz e simples. 

Defina o objetivo da campanha

Desse modo antes de iniciar qualquer campanha de marketing de incentivo você vai precisar de:

  • definir o objetivo da campanha;
  • definir quais métricas irá aplicar para medir o sucesso dos seus esforços.

Segundo o estatístico William Edwards Deming, “o que não pode ser medido, não pode ser gerenciado”. E nós concordamos!

Escreva os objetivos profissionais e pessoais, e liste as metas que podem ser alcançadas com o auxílio da empresa.

Por isso que grandes empresas passaram a aderir ao marketing de incentivo depois de perceberem que:
seus colaboradores apresentam cada vez mais o interesse em atingir metas, tendo em vista o reconhecimento do seu trabalho.

Saiba como reconhecer seus funcionários na prática

De fato alguns incentivos e estratégias são essenciais para reter talentos e motivar seu time de vendas. Veja algumas dicas a seguir!

A) Mentoria

As gerações Y e Z têm pressa de criar e crescer. Desse modo para reter os maiores talentos jovens é fundamental oferecer bons feedbacks de crescimento profissional.

Por outro lado, a mentoria de carreira pode contribuir para que esses colaboradores se sintam:
motivados e tenham uma perspectiva profissional mais abrangente. 

Segundo um levantamento da Trendsity, encomendado pela Arcos Dorados, rede de franquias de restaurantes McDonald’s, reconhece que a “Geração Y” tem pressa de crescer mais rapidamente.

Deste modo, concluímos que o aprendizado e crescimento que esta nova geração busca, pode ser trabalhado em mentoria profissional e pessoal.

É importante ter em mente que investir no desenvolvimento diário e intermitente, é fundamental para a geração Y e Z.

B) Comissão fixa

A quantia de dinheiro que uma pessoa pode acumular não proporciona uma felicidade a mais, mas nada impede de montar um plano de comissão de vendas.

Então imagine que um profissional de uma microempresa, em valor hipotético e para facilitar a conta, recebe R$1.000 por mês, o limite que você pode trabalhar é de R$1.500 reais por mês em comissão.

Logo, se sua meta de novas receitas é de R$100.000,00, a base de porcentagem definida será, no máximo, de 1,5% do volume total.

Portanto ao incentivar sua equipe a aumentar a margem, você pode negociar ou incluir um bônus. O que nos leva a dica a seguir, comissão variável.

C) Comissão variável

Dependendo da lucratividade do negócio, para estimular a base de clientes a crescer rapidamente ou aumentar as vendas no PDV, a comissão pode ser variável.

Conforme o vendedor atingir metas de vendas maiores, por exemplo, a quantia a ser recebida pode estar atrelada ao comissionamento de vendas, se ele atingir a meta determinada.

Em ambos os casos, defina o tipo e as porcentagens de comissionamento de acordo com seus objetivos.

D) Vale presente

Por certo um líder memorável sabe reconhecer e incentivar as pessoas. Nesse sentido os cartões da empresa Vale Presente são uma alternativa a valorização de seus colaboradores.

Por exemplo, a gerente de Recursos Humanos do Social Bank, Fabiana Rocha, considera o seu uso uma maneira eficiente de investir em ações internas.

“Os cartões Vale Presente são ótimos para engajar, reconhecer e incentivar resultados em projetos específicos”, afirma Fabiana.

Na visão da especialista em recursos humanos outra grande vantagem é que o  colaborador fica isento de descontos e retenção de impostos em folha de pagamento, por exemplo.

Enfim, agora que você sabe sobre os cartões de incentivo pense em como aplicar esta iniciativa no seu negócio.

E) Gamificação

A ideia de transformar atividades corriqueiras em um game, com medalhas e recompensas, parece distante para você?  

Segundo o instituto de pesquisas Gartner, 50% das companhias tidas como inovadoras adotam o “gamification”, estratégia com características de jogos e de competição.

De fato, os jogos nas empresas estimulam a competitividade e a cooperação, além de envolver a ideia de status e senso de realização.

Por isso essa visão curiosa e competitiva estimulará o time a vencer barreiras e preconceitos que impedem a inovação e o trabalho em equipe.

Um exemplo desta estratégia de marketing de incentivo usada nas empresas seria um jogo de corrida para o time de vendas.

Bem como qualquer jogo existem regras. Suponhamos que a cada venda realizada, o carro de corrida do colaborador avançará um trecho da pista em direção à meta do mês. 

Dessa forma, todo o time se sentirá motivados a vencer a corrida e conquistar um lugar no podium em busca do grande prêmio. 

Consequentemente os jogos contribuem para o crescimento da equipe e para o aumento das vendas.

Outro benefício da “gamificação” é portanto:
o monitoramento em tempo real de resultados e a avaliação de desempenho do colaborador, ao longo da corrida.

E sua empresa, está preparada para gamificar os colaboradores? Conta pra nós nos comentários! =)

Veja mais posts que você pode se interessar:

_
_
_